sábado, 26 de septiembre de 2009

Un viajecillo a Galicia y Portugal (VI)... 16 SEPTIEMBRE 2009... Vila Praia de Âncora (Portugal)...

"Próxima do mar e do rio, a delícia de Vila Praia de Âncora não é somente a praia ou a gastronomia tradicional, mas também a paisagem que a rodeia e a riqueza cultural, testemunho principal da sua história.

É também importante narrar a razão, pela qual, a maior parte das localidades do Vale que circundam o Rio Âncora, ficaram intituladas com o nome de Âncora, sendo elas as seguintes: Vila Praia de Âncora, Riba de Âncora e Âncora. É por muitos conhecida a lenda incrível do Rio Âncora, que contempla a história dos amores entre D. Ramiro e Artiga.

“Conta a Lenda que o Rei Ramiro II, que viveu por volta do séc. X, ouvira falar da beleza e bondade de uma Moura, irmã de Alboazer Alboçadam, senhor das terras de Gaia até Santarém, com quem já tinha travado muitas lutas. Como o Rei Ramiro II queria ficar com a moura por quem estava apaixonado, fez as pazes com Alboazer, pedindo de imediato a moura em casamento ao seu irmão. Alboazer não consentiu, pois o Rei Ramiro II era já casado e tinha filhos.

O rei ficou zangado e uma noite, com a ajuda dos seus soldados, raptou a moura e levou-a para Leão. Baptizou a moura e deu-lhe o nome de Artiga. O Alboazer ficou muito zangado com o Rei Ramiro e mandou raptar toda a sua família, a Rainha e filhos, levando-os para o seu palácio em Gaia. Quando D. Ramiro soube, ficou furioso e jurou vingar-se. Juntou de novo as suas tropas e veio tentar recuperar a sua família. Ao chegar perto do palácio mandou esconder as tropas e disfarçou-se de mendigo. Conseguiu mandar um recado à Rainha para poder entrar no palácio. Depois de entrar, enganou o seu inimigo e conseguiu chamar todas as suas tropas, para aí travarem uma grande batalha. Em seguida, levou dali toda a sua família para um barco, e seguiram caminho para Leão.

A Rainha chorava muito pelo senhor de Gaia que o Rei Ramiro tinha morto. O rei não gostou e mandou deitar a Rainha ao rio, com uma Âncora ao pescoço. Quando o Rei Ramiro chegou de novo a Leão casou com a bela Artiga que era cristã e muito amiga do povo.”"
http://www.vpancora.com/










4 comentarios:

Álvaro dijo...

Estupendas fotos. Me encantó la del pescador.
Saludos.

Cienfuegos dijo...

Macho, no paras ¿eh? tú que pasa que ¿no trabajas? y luego dicen que hay crisis, je, je!

Muy guapas todas las entradas de Portugal, ya hace años que no cruzo yo la frontera.

Un saludo

sherpa dijo...

Vidal! eso digo yo... tu no curras o que??? jajaja, que dura es la vida del funcionario.
A ver si el tio de blogger te deja pasar estra vez una botellita de oporto...

vidal dijo...

Muchas Gracias, Álvaro!... todo un halago viniendo de un peazo de fotógrafo de tu talla!!!...

Aupa Cienfuegos, ja, ja, ja... no se lo digas a nadie, trabajar trabajo, lo que pasa que vengo poco, je, je, je... mira tu por donde, ¡¡¡hoy estoy en el curro!!!... Gracias por tus palabras y a ver si te bajas para Portugal que me dijeron por allá que te echan de menos!!!...

Que bien lo sabes Sherpa, ja, ja, ja!!!... ¿tú tampoco trabajas, no?, je, je, je... El Oporto conseguí meterlo al Blog, pero según se estaba "subiendo" se me cayó y chof! todo por el suelo, mecagüen, mecagüen, ja, ja, ja!!!...

Saludos Esgalleros a Todos!!!